Viúva de Tom Veiga chora ao ser acusada de agressão, envenenamento e assassinato: ‘Me chamam de monstro’

Compartilhe:

Cybelle Hermínio, viúva do ator e dublador Tom Veiga (1973-2020) não segurou as lágrimas ao contestar as acusações que vêm sofrendo de que teria envenenado e agredido o intérprete do personagem Louro José. A viúva tachou como mentirosa a história e revelou ao jornalista Roberto Cabrini no programa “Domingo Espetacular”, da Record TV, que sofre com as ofensas que recebe diariamente nas redes sociais.

Ainda na entrevista, Cybelle apontou que está sendo chamada de monstro por jornalistas e pessoas estão definindo ela como usurpadora, vagabunda e assassina. “Nesse momento eu tenho jornalistas que me chamam de monstro, e pessoas que me definem como assassina, vagabunda, usurpadora“, diz Cybelle.

Ao ser colocada contra a parede com os áudios em que Tom Veiga reclamava de agressões e que vazaram para a imprensa, Cybelle negou que tenha sido violenta com o marido falecido. Em outro áudio conseguido pela reportagem da Record, o intérprete de Louro José reclama que levou uma garrafada da esposa, o que também foi refutado pela viúva que se defendeu dizendo que ele teria feito um boletim de ocorrência se esse fato tivesse mesmo acontecido durante os meses em que permaneceram casados.

Entretanto, Cybelle assume que houve, sim, uma briga em que os dois discutiram por conta de Tom passar a tarde toda bebendo chegando a ficar embriagado.

Devido as atuais circunstâncias, a viúva afirmou que é a favor da exumação do corpo de Tom para que sua inocência seja provada. Já os filhos do ator e sua ex-esposa Alessandra Veiga são extremamente contra a exumação do corpo e não sabem de onde esta história saiu. Tom e Alessandra foram casados durante 14 anos e tiveram duas filhas.

Poste seu comentário no Facebook:

Compartilhe:
Facebook Comment

Deixe a sua opinião: