Papai Noel pega Covid-19 após tirar foto com 50 crianças

Espalhe para os amigos:

Uma festa comemorativa de fim de ano acabou se tornando um drama para moradores da cidade de Ludowici, no estado da Geórgia (EUA). No desfile anual de Natal ocorrido na última quinta-feira (10), um Papai Noel teve contato com cerca de 50 crianças para tirar foto. Contudo, o “Bom Velhinho” acabou sendo diagnosticado com a Covid-19 dias depois. Nem mesmo a Mamãe Noel escapou, e também foi infectada.

Em um comunicado feito pelas redes sociais, Robert Parker, presidente do Conselho de Comissários de Long County, disse que Papai e Mamãe Noel testaram positivo para o coronavírus quatro dias depois da festividade. Ainda segundo a nota, nenhum dos dois apresentavam sintomas da doença antes do evento acontecer

Mesmo diante dos incessantes pedidos das autoridades sanitárias para a população evitar aglomerações e contato mais próximo, Parker minimizou o episódio de contágio.

“Embora isso seja motivo de preocupação, achamos importante observar que as exposições acontecem todos os dias, conforme vivemos em nosso dia a dia, muitas vezes sem qualquer conhecimento”, escreveu. “As crianças estão em contato próximo com outras crianças e adultos diariamente na escola, nas atividades recreativas e na igreja”, terminou ele afirmando que o caso não é para ser classificado como um cenário de pânico.

Principal epicentro

Os Estados Unidos figuram como o principal país em número de infectados e mortes em decorrência da Covid-19 no mundo. De acordo com o último balanço divulgado, os norte-americanos aparecem com 17 milhões de pessoas que já contraíram a doença, e mais de 307 mil mortes computadas – índice este superior à soma dos números da Índia e Brasil, que aparecem na segunda e terceira colocação do ranking mundial da pandemia.

Deixe a sua opinião: